Background Image

3 cidades para você curtir um bom vinho – e que fogem do óbvio

Dia 3 de junho comemorou-se o dia do vinho. A maioria das pessoas gosta de provar uma taça de um bom vinho, não é? Segundo o Instituto Brasileiro de Vinho (Ibravin) o consumo per capita no nosso país é de cerca de dois litros, ocupando a 20ª colocação no ranking mundial. Pode parecer pouco, mas indica um aumento rápido e contínuo do gosto pela bebida no Brasil.

Tendência que pode ajudar até na saúde. Segundo estudos científicos, tomar uma taça diariamente ajuda o organismo a prevenir doenças do coração, por reduzir a pressão sanguínea e atuar no controle do colesterol. Isso por causa da presença de ácidos polifenóis no vinho, substâncias que auxiliam na proteção contra disfunções neurológicas, envelhecimento e até obesidade.

Pensando nisso, escolhemos algumas dicas para curtir um bom vinho em três cidades brasileiras que não costumam estar nas listas famosas sobre enoturismo, mas onde você pode também provar um bom vinho!

Lugares mais conhecido devido a grande produção de vinho, como as cidades da Serra Gaúcha, Planalto Catarinense e do Vale do São Francisco, tem seus encantos, com certeza! Inclusive, iremos abordar em outro texto, mas hoje resolvemos fugir do óbvio, que tal?

Vinhedos – SP

Localizado na região de Campinas, a cidade de Vinhedos traz a história com o vinho desde o inicio, quando começou a ser povoada pelos italianos em 1620. Foi fundada apenas em 1949 e, nessa época, entre décadas de 50 a 70, teve um pico na produção de uva. Apesar do plantio ter diminuído desde a década de 80, ele continua e em 2004 foi fundada a Associação dos Vitivinicultores de Vinhedo, com o objetivo de resgatar e manter a tradição.

O produção de vinhos de mesa sempre foi grande na cidade e, em 2009, a Prefeitura lançou um projeto para incentivar os produtores de uvas especiais. Com o clima propício e um toque de tradição, Vinhedo se tornou pioneira na implantação de variedades de uvas européias como Syrah, Cabernet Sauvignon, Merlot, Chardonnay e Sauvignon Blanc.

Adega Família Ferragut

Uma das mais tradicionais do município, a família produz vinhos desde a década de 1960. Na visita guiada, que é gratuita, é possível conhecer mais sobre a propriedade, a história da adega e sua produção, que hoje chega a 15 mil litros de vinho por ano. No fim, degustação de alguns rótulos da adega e de queijos e geleias. O agendamento da visita deve ser feito com uma semana de antecedência para grupos com pelo menos dez pessoas.

Festa da Uva

A Festa da Uva é um dos principais eventos da cidade. Este ano, aconteceu em fevereiro, com treze dias. Além de atrações locais e comerciantes, o evento contou com shows como Maria Cecília e Rodolfo, Gino e Geno e Inimigos da HP. Doze expositores de vinho e uva marcaram presença. A festa, que chegou a sua 56ª edição, foi gratuita, com cobrança apenas nas áreas dos shows musicais.

 

Belo Horizonte

Tem opções para quem está na capital mineira também! A dica é aproveitar a grande variedade de estabelecimentos da cidade.

AA Wine Experience

O lugar é todo voltado para a experiência de degustar o vinho. A carta de vinho é uma das maiores da América Latina! Para escolher o que vai beber, você é convidado a ir até a adega, que tem quase 4 mil rótulos, e decidir com a ajuda de um sommelier. A casa conta também com pratos a la carte e buffet por kilo: de dia almoço e, à noite, os pratos frios de petiscos.

Mon Caviste Bar au Vin

A importadora de vinhos franceses possui um restaurante no Lourdes que possui a bebida como coração do lugar. São 120 rótulos e várias opções de petiscos e  pratos.

La Vinicola Wine Bar & Fingerfood

Também no bairro Lourdes, o Wine Bar mistura a descontração da comida de rua com o prazer de apreciar um bom vinho. No cardápio, culinária contemporânea que valoriza os sabores brasileiros e, apesar de destacar o fingerfood, opções também de massa e risoto. Na carta de vinhos, taças de vinho por R$7 (75 ml) ou  R$12 (150 ml) e garrafas pelo valor único de R$50 (750 ml).

Curitiba

Quem quer curtir um bom vinho na capital paranaense tem três opções principais:

Visitar o bairro italiano de Santa Felicidade, onde encontra adegas como a Durigan, e os restaurantes, que também capricham na carta de bebidas. Destaque para o Madalosso, maior restaurante da América Latina, e o Vila Romana.

Se aventurar em roteiros pela região metropolitana. O chamado Caminho do Vinho fica em São José dos Pinhais, no lado de Curitiba. O caminho conta com nove vinícolas, quatro cafés coloniais, nove restaurantes e várias opções de lazer, como chácaras, pesk e pague, etc.

Por último, a cidade apresenta várias wine bars. Os principais ficam na região central e batel, como Pinot Adega Bar – mais de 60 rótulos servidos em garrafas que custam a partir de R$ 58 e taças a partir de R15 -, Vino! – mais de 200 rótulos de diversos países, a partir de R$16 (taça) e R$59 (garrafa) – e o Mediterrâneo Central, com 130 rótulos – taça também a partir de R$16-.

 

 

Para maiores informações sobre comercio, serviços, shows, eventos, cinema ou até para outras promoções, basta baixar o App Onde Ir Cidades! Aproveite!
Agnes Amaral

agnes@appondeircuritiba.com.br

Sem Comentários

Fazer um Comentário